Item adicionado ao carrinho

Item removido do carrinho

 
 
 
 
Ver detalhes

Meu carrinho ({carrinho_nitens} itens)

Você ainda não possui compras em seu carrinho
 

ARQUITETURA - PROVAS RESOLVIDAS e COMENTADAS DE CONCURSOS PÚBLICOS (2004 A 2006) - VOLUME 1

  • Nº DE PÁGINAS: 189; FORMATO DO PAPEL: A4; CAPA: COLORIDA; CONTEÚDO: PRETO e BRANCO; ACABAMENTO: BROCHURA.

Esse produto encontra-se indisponível.Deixe seu contato que avisaremos quando chegar.
Avise-me quando disponível
R$ 84,00

  • Calcular frete
  • Indicar este produto
  • Deixar um comentário

    Este material tem por objetivo servir de apoio para aqueles que prestam concursos públicos na área de Arquitetura. São 443 exercícios resolvidos e comentados, todos referentes aos conhecimentos específicos, com o propósito de fazer com que o leitor entenda de forma clara e objetiva o assunto. Tendo em conta a dificuldade de encontrar material disponível na área e a extensa lista de conteúdos exigida para esses concursos, a intenção é que através deste material, o leitor consiga aprofundar conceitos, entrar em contato com o que está sendo exigido e se preparar para as provas escolhidas.

    PROVAS ESCOLHIDAS:
    - ELETROBRÁS - 2005 (UFRJ) ;
    - CEFET/RJ - 2006 (CONSULPLAN); 
    - AG. DE FOMENTO - 2004 (TRADE CENSUS); 
    - TJ/PA - 2006 (CESPE); 
    - INCRA - 2005 (UFRJ); 
    - INFRAERO - 2004 (UFRJ); 
    - ENAP - 2006 (ESAF); 
    - PETROBRÁS - 2006 (CESGRANRIO); 
    - PREF. MUNIC. BARUERI - 2006 (CETRO); 
    - SEAD/AM - 2005 (CESGRANRIO);
    - MINISTÉRIO DAS CIDADES - 2005 (UFRJ); 
    - MPE/RO - 2004 (CESGRANRIO); 
    - IPHAN - 2005 (UFRJ); 
    - TJ/MA - 2005 (FESAG); 
    - PGM/RJ - 2005 (FJG).

    DADOS DA OBRA:
    ELABORAÇÃO:
    GICÉLI SANTOS DE CAMARGO; MÁRCIO DE FREITAS
    COLABORAÇÃO: CAROLINA MARCON
    CAPA: GILSON CAMARGO

    Segue abaixo um exercício para demonstração de como o material foi elaborado:
    Em um refeitório de sede de empresa, em uma cidade na latitude 27° sul, foi adotada a solução de light-shelves em duas fachadas opostas, sendo uma delas voltadas para sul. O tratamento interno do ambiente foi finalizado com revestimento texturizado na cor pérola nas paredes, teto em réguas de madeira natural (cedro envernizado) e o piso em porcelanato branco tipo travertino. A partir destes dados, pode-se concluir que:
    (A) o uso dos light-shelves é inadequado para o ambiente.
    (B) o acabamento do piso favorece o uso dos light-shelves.
    (C) o acabamento do teto não favorece o desempenho dos light-shelves.
    (D) os acabamentos das paredes prejudicam o desempenho dos light-shelves.
    (E) a orientação dos light-shelves não auxilia a distribuição da luz natural.

    Resolução:
    Pode-se dizer que as edificações são responsáveis por cerca de 40% do consumo de energia elétrica do país, incluídos aí o consumo pelo uso de eletrodomésticos e equipamentos de escritórios.
    O correto aproveitamento da luz natural possibilita a redução do consumo de energia. Para que este objetivo seja atingido, bandejas de luz light-shelves são utilizadas nas superfícies mais escuras (menor incidência solar) porque reduzem o uso de luz artificial em ambientes de grande profundidade, desde que corretamente instaladas. Estas bandejas são eficientes nas regiões com edificações situadas nos trópicos.
    Paredes claras ajudam no ganho da energia solar porque refletem a luz. A madeira cedro envernizado e o piso em porcelanato não são propícios para este tipo de instalação porque não apresentam facilidades de refletir a luz.
    Alternativa C é correta.

    DOWNLOAD DE MAIS EXERCÍCIOS DEMONSTRATIVOS

                                              

                   
    Opinião dos consumidores
    • 5 78% | 11 Votos
    • 4 21% | 3 Votos
    • 3 00% | Nenhum voto
    • 2 00% | Nenhum voto
    • 1 00% | Nenhum voto
    Avaliação geral:55 de 5 estrelas
    E você, o que achou?
    Compartilhe sua opinião com a gente!
    Ver todos os comentários sobre esse produto
     
    Copyright® 2017 - Todos os Direitos Reservados